Top EDI

O que é EDI ou Intercâmbio Electrónico de Dados e quais são os requisitos para trabalhar com ele?

O Intercâmbio Eletrónico de Dados, também conhecido como EDI, é um sistema de comunicação que permite o envio e a receção de documentos eletrónicos num formato normalizado entre os sistemas informáticos daqueles que intervêm numa relação comercial.
O modelo de trabalho EDI implica a realização de ações comerciais sem papéis, de forma eletrónica, mediante uma estrutura específica e sobre um padrão internacional.

No dia-a-dia de uma empresa existe muitíssima informação que deve ser intercambiada como consequência da sua atividade. Graças ao EDI, documentos como as encomendas, as guias de remessa, as faturas, os inventários, etc. podem ser intercambiados eletronicamente através de uma linguagem comum. De facto, o mundo do Intercâmbio Eletrónico de Dados evoluiu tanto nas últimas décadas que cada vez são mais os formatos, documentos, padrões e protocolos que são compatíveis neste sistema de comunicação.

A cadeia de abastecimento

O EDI teve uma grande implementação em setores nos quais a cadeia de abastecimento é essencial para a sua atividade. De aí que quando se fala de EDI se faça referência ao intercâmbio dos documentos imprescindíveis dentro de uma relação comercial: a encomenda, a guia de remessa, a confirmação de receção de mercadoria e a fatura.

SERES EDIBaseCadenaSuministro


Um elemento na transformação digital das empresas

O dia-a-dia de uma companhia implica o intercâmbio de uma grande quantidade de documentos em diferentes formatos (papel e eletrónico) e canais (faxe, email, postal, etc.).

Cada departamento ou unidade na entidade tem interesse nuns documentos concretos, por exemplo, a fatura para finanças, a guia de remessa para o armazém, a encomenda para compras, etc.

SERES UnaEmpresaSinEDI


Melhoria na relação da sua empresa com os seus parceiros de negócio

O Intercâmbio Eletrónico de Dados não deve ser visto só como um projeto, mas também como uma estratégia a longo prazo que beneficiará a sua empresa e que lhe permitirá:

  • Melhorar a comunicação com os seus clientes e fornecedores: Aumentar a colaboração e relação com clientes e/ou fornecedores.
    Tornar mais curta a sua cadeia de abastecimento.
  • Enviar e receber informação com grande exatidão.
    Melhorar a Informação oportuna (visibilidade da procura, situação de stocks, avisos de entregas, etc.).
    Maior rapidez (diminuir o ciclo de encomenda, sincronização, etc.).
  • Melhorar o seguimento das suas transações.
    Diminuir erros e custos administrativos de tratamento da informação, assim como de custos de arquivo e extravios de documentos.
    Redução do capital circulante: stocks, contas a cobrar, custos dos processos de informação.

Através da utilização do EDI, a sua empresa recebe a informação dos documentos nos seus sistemas internos ou ERP onde poderá ser tratada de forma automática. Desta maneira, com a informação da nota de receção de mercadoria saberá que deverá receber uma fatura com as quantidades efetivamente recebidas em vez das pedidas. Este processo automatizado permite recusar faturas recebidas sem necessidade de que alguém as consulte, isto é, se as quantidades efetivamente recebidas não correspondem às pedidas a fatura é recusada, informando desta situação.

SERES UnaEmpresaConEDI

 

Tomada de decisões avançada

Desta maneira, a sua empresa deixa de lado as limitações da multigestão de documentos e centra-se no tratamento e utilização interna da informação. O EDI, nesta fase, permitir-lhe-á conhecer em tempo real quanta mercadoria está pendente de receber, a quantidade de produtos que deve comprar para que não faltem, etc. No que se refere ao âmbito financeiro saberá imediatamente quantas faturas tem por pagar e cobrar, o que lhe permitirá gerir de uma forma mais ágil as suas decisões de tesouraria. Igualmente, ao conhecer o estado das faturas recebidas, poderá propor descontos de pronto pagamento que facilitem o seu financiamento fora dos canais creditícios tradicionais.

Internacionalização

O EDI é um padrão mundial o que lhe permitirá, com uma só alteração, ser capaz de intercambiar documentos com os seus parceiros internacionais.

O que é que se necessita para o EDI?

O EDI baseia o seu desenvolvimento em várias partes que têm maior ou menor importância em função do país de implementação. Como norma geral é necessário ter um software/serviço que permita traduzir o padrão para a linguagem de cada entidade, formar parte da rede global EDI mediante uma identificação unívoca e, finalmente, utilizar o padrão EDI.

 

SERES QueNecesitaUnaEmpresaParaEDIGeneral